HCP tutoriais

Conceitos básicos de eletricidade

Tenho certeza que você já ouviu falar de Volts, Watts ou Ampéres, não é? Mas você sabe o que eles representam? Fica ligado que vou te explicar direitinho quais são os conceitos mais básicos da eletricidade!

Mas o que é eletricidade?

O átomo é composto por um núcleo com carga positiva (prótons) e neutra (neutrons), rodeado por uma ampla área com cargas negativas (elétrons). Forças externas podem eventualmente fazer que um átomo ganhe ou perca elétrons. Os elétrons perdidos tentarão sempre encontrar um átomo para ficar e essa movimentação é o que conhecemos por eletricidade.

Sendo assim, a eletricidade se trata de um conjunto de fenômenos que acontecem quando ocorre um desequilíbrio das cargas elétricas, algo que acontece naturalmente com elétrons.

Alguns materiais têm uma predisposição maior a criar essa movimentação de cargas e por isso são chamados de bons condutores elétricos. Um bom exemplo disso é o cobre e o ouro que são amplamente utilizados em fios elétricos exatamente porque facilitam a movimentação dos elétrons. Outros materiais no entanto, como a borracha, não permitem essa movimentação e por isso são conhecidos como isolantes, já que a energia elétrica não é capaz de passar por eles.

Além disso, a movimentação dos elétrons possui certas propriedades que estarei explicando a seguir:

Tensão elétrica (V)

Sabe aquela inscrição de “Volts” que vemos em aparelhos eletrônicos por aí? Essa unidade representa a tensão elétrica:

Como eu expliquei ali em cima a eletricidade só ocorre quando há um desequilíbrio de cargas elétricas. Esse desequilíbrio é a tensão elétrica, a tendência dos elétrons a se movimentarem pelo fio; Se em um ponto há muita energia e em outro ponto há pouca, ocorre uma diferença de potencial elétrico e eles tentarão atingir o equilíbrio.

A tensão também é conhecida por diferença de potencial, e eu pessoalmente acho esse termo bem mais esclarecedor.

Corrente elétrica (A)

A corrente elétrica por sua vez, é descrita nos aparelhos através do A, que quantificam os Ampéres, e ela vai mostrar pra gente o volume de elétrons que passam ao mesmo tempo, pelo mesmo ponto. 

Devo ressaltar que só existe corrente elétrica se houver diferença de potencial, ou seja, tensão rolando pelo circuito. Além disso a corrente elétrica sempre será diretamente proporcional à tensão que estiver atuando.

Resistência elétrica (Ω)

Chegou a vez da resistência, uma propriedade muito utilizada no nosso dia-a-dia como função para os nossos aparelhos. Então vamos entender:

A resistência elétrica se trata da dificuldade que há na movimentação elétrica do circuito/fio. Isso acontece porque a corrente é conduzida sempre por um meio material, e apesar de existirem materiais que facilitam essa movimentação, ainda sim haverá uma resistência a esse movimento.

Em sua tentativa desenfreada de passar pelo fio até garantir o seu equlíbrio elétrico novamente, a resistência vai ocasionar uma perda de calor proporcional a essa dificuldade. Essa perda é denominada efeito Joule.

O efeito Joule por sua vez é o responsável pela função de “esquentar”  dos nossos aparelhos eletrônicos. Por exemplo, o chuveiro de nossa casa esquenta porque lá dentro dele existe uma resistência, um material que oferece muita dificuldade pra energia elétrica passar e portanto, a maior parte da corrente se perde em calor. Assim conseguimos tomar nosso banho quentinho todos os dias. O mesmo vale para outros equipamentos que esquentam: ferro de passar, chapinha, torradeira, secador de cabelo – todos eles funcionam através do incrível efeito Joule.

ATENÇÃO!

Todos os equipamentos, circuitos e fiações elétricas oferecem resistência à passagem da energia elétrica. Porém, somente alguns deles se utilizam desse fenômeno, como a chapinha, citada anteriormente. Quando um equipamento usa-se do efeito Joule para seu funcionamento, uma das características que vamos encontrar é a potência elétrica que se trata da relação (razão) que existe entre a tensão e a corrente daquele circuito, que ocasionará uma maior ou menor perda de calor no trajeto. Na prática, a potência é a quantidade que calor perdida no processo.

Ufa, por hoje é só. No próximo post você vai entender como aplicar esses conceitos na prática com algo que você pode testar aí mesmo do conforto do seu lar.

Não deixe de expor para nós as suas dúvidas. Erros, informações incompletas ou divergentes? Corre e avisa a gente pro nosso conteúdo estar sempre atualizado e correto.

Muito obrigada pela sua atenção e até a próxima!